O que fazer quando a criança cair e perder o dente?

By Admin, 20/04/2018

Acidentes acontecem, e na infância, são ainda mais comuns. Traumas envolvendo os pequenos podem acontecer das mais variadas formas, com diferentes consequências.

Seja por uma queda de bicicleta, um acidente em casa, ou por uma bolada recebida na boca, o impacto pode ser causar a perda do dente ou partes deles, colocando a criança em uma situação nada agradável. Se você está vivenciando essa cena, antes de mais nada, mantenha a calma. Hoje vamos explicar o que fazer quando a criança sofre um trauma dental.

6 atitudes que devem ser tomadas quando o seu filho perde um dente por acidente

Se uma criança sofre um trauma na região da boca ou queixo, é importante que o caso seja tratado como uma emergência. Caso
os procedimentos necessários não sejam realizados, podem haver consequências para a saúde oral da criança. No entanto, vale lembrar que a boca é uma região do corpo que se cura rapidamente. Portanto, nada de desespero! Siga as nossas dicas e tudo ficará bem.

1 – Ligue imediatamente para o dentista e tente marcar uma consulta para o mesmo dia, ou o mais rápido que conseguir

Tenha o contato do odontopediatra do seu filho sempre a mão e ligue imediatamente para ele. O atendimento imediato é essencial para prevenir futuros problemas. Todo e qualquer impacto sofrido pela boca e dentes precisa ser avaliado por um especialista, mesmo quando externamente pareça estar tudo bem.

O olhar leigo pode não perceber problemas como exposição do nervo dental ou pequenas fraturas.

O que será realizado nesta consulta emergencial?

Como protocolo, o odontopediatra realizará uma radiografia da área traumatizada. Este exame é sempre necessário pois, mesmo
que tudo pareça bem, pode haver uma fratura óssea ou da raiz do dente que só poderá ser vista através da radiografia.

O dentista realizará o procedimento que achar necessário para o momento, dependendo do tipo de trauma sofrido.

2 – Aplique gelo no local traumatizado.

A aplicação de gelo será importante, principalmente, para os tecidos moles que foram atingidos no trauma (lábio e gengiva, por
exemplo), reduzindo a chance de grandes inflamações e inchaço.

3 – Reposicione o dente perdido

Caso o trauma resulte em uma avulsão (quando o dente sai por completo da boca) e o dente perdido seja permanente, pode-se tentar reposicioná-lo logo após o incidente. Este reposicionamento imediato aumentará as chances de sucesso no tratamento. Caso o dente esteja muito sujo (com terra ou areia, por exemplo), deve-se lavá-lo em água corrente por apenas alguns segundos sem esfregar a raiz, segurando-o pela coroa e então reposicioná-lo na boca.

Mas atenção: não faça isso se o dente for de leite. Nestes casos, siga o passo seguinte da lista.

4 – Guarde o dente ou o pedaço dele que foi perdido

Se você estiver inseguro para reposicionar o dente, ou se a avulsão tiver ocorrido em um dente de leite, o ideal é armazená-lo em um recipiente com um líquido que mantenha o dente hidratado (saliva, leite ou água destilada). O dente deve ser levado ao consultório o mais rápido possível, para que o dentista tente reposicioná-lo, se este for o tratamento indicado.

Caso o trauma tenha resultado em uma fratura, e o fragmento de dente for encontrado, você pode guarda-lo da mesma forma realizada quando o dente inteiro é perdido. Assim que for ao consultório, leve o fragmento junto para que o dentista possa coloca-lo no lugar.

5 – Converse com o seu dentista sobre os cuidados pós-trauma

No consultório, o odontopediatra dará as demais recomendações sobre a saúde bucal da criança. As dicas são sobre os alimentos que podem ser ingeridos, a higienização da área traumatizada, entre outros cuidados específicos. Pode ser que ele receite medicamentos para a dor e, em alguns casos, antibiótico.

6- Fique atento a mudanças no local do trauma

Mesmo que tudo esteja bem logo após o trauma, um acompanhamento deve ser realizado pelo odontopediatra com consultas e radiografias regulares para que lesões tardias causadas pelo trauma sejam percebidas. Os responsáveis devem ficar atentos a mudanças de coloração do dente e à presença de fístula (bolinha na gengiva) próxima ao dente traumatizado, retornando ao consultório caso algum destes ocorra.

O trauma dental é um incidente muito comum na infância. Assim, seguindo os passos citados e levando a criança ao consultório assim que o acidente ocorrer, as chances de tudo dar certo são grandes.

Se você seguir esses passos, poderá ir ao consultório com a probabilidade alta de um reimplante do dente perdido. Assim, a saúde da boca será recuperada sem grandes problemas.

O que você achou?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *